Os 4 Indicadores de Logística

21.09.21 14:23:44 Por TARGIT Brasil

verificando-estoque-4-kpis-logistica

Somente monitorando precisamente o que está fazendo você terá a capacidade de saber como fazer melhor. No mundo da logística terceirizada (3PL), a inovação é essencial!
 
Na verdade, a inovação é um dos principais aspectos que as empresas procuram ao considerar uma mudança para a colaboração terceirizada. Mas, nos últimos anos, contratos curtos e pressões de preços impediram mudanças criativas para muitas empresas de logística. Então, como você supera esses desafios para inovar de forma lucrativa e criativa?

Vamos começar com as principais razões pelas quais as empresas procuram o processo de terceirização em primeiro lugar:


  • Do ponto de vista do remetente, a terceirização dos serviços de logística oferece um nível de especialização e uma competência essencial que a empresa não tem.
  • Uma empresa terceirizada também oferece economias de escala, para que possam negociar taxas baixas que um fabricante talvez não consiga atingir por conta própria.
  • Por último, espera-se que um 3PL ofereça uma solução inovadora em seus processos para sair da normalidade e maximizar eficiência e eficácia.

Mas o que isso significa exatamente em termos de logística?

Quando se trata de gerenciamento da cadeia de suprimentos, não se trata de reinventar a roda. Trata-se de criar de forma colaborativa produtos, processos, serviços, tecnologias ou ideias melhores ou mais eficazes, desde o chão de fábrica até a porta de entrada de seus clientes.


Inovação significa tudo e qualquer coisa, desde a redução do capital de giro até a redução dos tempos de trânsito, exibindo um nível mais alto de visibilidade do processo. Para conseguir isso, deve haver um processo de coleta de dados, entendê-los e transformá-los em soluções viáveis. Na verdade, o maior acesso a um oceano de dados e as ferramentas que permitem que você os analise e compreenda é um dos fatores mais fortes e rápidos que impulsionam novas maneiras inovadoras de abordar o gerenciamento da cadeia de suprimentos hoje.

Inovando com BI

E como você consegue tudo isso? A resposta, simplificada: um processo de descoberta de dados com BI e Analytics.


BI e Analytics fornece informações sobre toda a cadeia de suprimentos. Ele começa no momento em que a cadeia de suprimentos é ativada, compilando informações relacionadas ao pedido, incluindo número de itens, necessidades estimadas de remessa, detalhes de faturamento e assim por diante. A partir daí, inicia-se um fluxo de informações conforme o pedido é atendido ao cliente correto, no prazo correto, nas quantidades corretas e com as especificações corretas.


Depois que um pedido é atendido, é uma excelente oportunidade para extrair informações valiosas e agregá-las às centenas ou milhares de outros pedidos realizados ao longo do tempo. Esse processo de processamento de dados é uma ótima maneira de entender a demanda e as expectativas do mercado. Também permite um melhor planejamento e níveis mais altos de atendimento e conformidade de pedidos.


Existem vários KPIs que devem ser monitorados regularmente para garantir a integridade geral do processo de remessa, localizar problemas que você não sabia que existiam e inovar o processo para obter o desempenho ideal. Esses KPIs podem ser usados ​​para medir o desempenho de sua própria organização em relação aos seus clientes, mas também como uma forma de medir o quão bem seus próprios fornecedores estão atendendo às suas necessidades.

1. Tempo na entrega total

Enfatizamos o "total" para desencorajar o envio no prazo com a quantidade inferior ao que tinha sido combinada, a fim de evitar penalidades por atrasos. A menos que o pedido, em sua totalidade, chegue a tempo, deve ser considerado como atrasado. Uma média geral aceitável pode ocultar áreas problemáticas que só serão reveladas por meio do tipo de análise profunda que pode ser demorada para ser feita manualmente. O Business Intelligence oferece uma visão abrangente exatamente desse tipo de dados.

2. Média de atrasos nas entregas

Medir a média de dias em que os pedidos são entregues com atraso pode ajudar uma organização a compreender as consequências que os atrasos têm em relação aos clientes. Afinal, existe uma grande diferença entre uma entrega com um dia de atraso e outra com um mês de atraso. Veja quantos dias, em média, foram gastos na fábrica, no depósito e a caminho do cliente.

3. Taxa de devoluções devido a danos no envio ou erro no envio

Esse KPI muda o foco para a qualidade da entrega: ela realmente contém o que o cliente pediu? A entrega chegou nas mesmas condições de quando saiu da fábrica ou foi danificada no caminho? A qualidade e pontualidade da entrega estão intimamente ligadas, uma vez que é impossível ter uma entrega verdadeiramente dentro do prazo se o item errado for entregue ou se o item estiver danificado. Se o cliente não receber um item correto, ele deverá ser devolvido pelo cliente, que deverá aguardar o envio do item correto.

4. Precisão na seleção de pedidos

Atrasos e erros de remessa podem ocorrer em qualquer etapa do processo, entre o momento em que um item sai da fábrica e chega ao cliente. Quanto mais cedo a organização for capaz de detectar erros, menor será seu impacto posterior. O processo de separação costuma ser a chave para garantir que o produto certo chegue ao cliente.


Erros de separação de pedidos também acarretam em perda de eficiência no depósito, uma vez que o selecionador terá que gastar tempo devolvendo o produto errado e escolhendo o correto. Para medir com precisão a precisão da coleta de pedidos e detectar erros, a organização deve ter alguma forma de verificar se o item coletado corresponde ao pedido antes que ele saia do depósito. Se essa verificação for registrada eletronicamente, os dados podem ser inseridos em um sistema de Business Intelligence para fornecer uma visão em tempo real da precisão da separação no depósito.


Somente monitorando precisamente o que está fazendo você terá a capacidade de saber como fazer melhor. Em um mundo no qual as empresas devem inovar ou morrer, você precisa das ferramentas certas para tornar esse processo fácil, rápido e eficiente. A solução certa de BI irá monitorar seus KPIs 24 horas por dia, sete dias por semana, e alertá-lo quando os números se desviarem do normal.


Tenha uma visão completa da sua cadeia de suprimentos e veja exatamente onde e como você pode reduzir coisas como tempos de trânsito e capital gasto. Ao dominar esses quatro pilares do processo da cadeia de suprimentos, você se torna um mestre do Supply Chain.

Veja também

Como medir o desempenho do estoque

Saiba mais
Matéria original em Inglês no site oficial TARGIT Int. Clique aqui.